sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Feliz Natal

"Que seja suave, perfumado nosso parto entre ervas na manjedoura. Que sejamos doces com nossa mãe Gaia, que anda morrendo de morte matada por nós. Façamos um brinde a todas as coisas que o Senhor pôs na Terra para nosso deleite e terror. Brindemos à Vida — talvez seja esse o nome daquele cara, e não o que você imaginou. Embora sejam iguais. Sinônimos, indissociáveis. Feliz, feliz Natal. Merecemos."

domingo, 28 de novembro de 2010

Quase.

Desde meu último post, toda vez que entro aqui fico com a sensação "já devia ter postado mais uma vez" só que depois a sensação de culpa passa e eu acabo deixando ele abandonado mesmo.
Fazendo uma respectiva do que aconteceu no mês (já que estamos no final dele) posso dizer em uma palavra: corrido.
Corrido nos estudos, no trabalho, na famila, na vida, em tudo. "lembrando da música do Roberto Carlos - Por isso eu corro demais" hehehe, tem alguma coisa haver? ou é a ver? sei lá.
Primeiro teve o enem: me mandaram pro fim do mundo fazer a prova, com muito barulho de feira pública no sábado, sem falar no calor absurdo e no domingo o calor continuou, não teve mais barulho de feira, só que no lugar dele veio uma batucada que maracatu que não parava (eu gosto do batuque do maracatu, mas na hora da prova eu mal conseguia me concentrar pensando no "tatatapapapaatatatata" hehehehe, imitação barata e fracassada essa). No fim das contas não sei se me dei bem, conferi o gabarito de uma das provas, me irritei e deixei o resto de lado. Tirei nota boa? Que bom. Não tirei? Que se foda, as vezes se importar demais é um problema.
Estou fuçando meu twitter (@ciaberta_) enquanto posto aqui, só pra ter um pouco de noção, estou meio perdida no tempo, isso mesmo, desorientada.
HA!! É incrivel como esqueço das coisas rapidamente.

José González aquecendo o resto de noite e enchendo de ritmos o meu quarto.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Sleeping dead

HAHAHA, total papo furado esse lance de postar sempre. Furado mesmo.
Juro que tento, mas a preguiça não deixa.
Então vamos lá, desde meu último post nada de "oh meu deeeeeus" aconteceu.
Dia 2 feriado, e eu em casa, inventei de ir a praia "fracasso total" só faltou chover para terminar bonito, ai sim seria completo. Conversa com as meninas (Buh e Lu) no final da tarde, muito agradável. :)
E ontem, quarta feira com cara de segunda, feriados são bons, mas esses que são no meio da semana quebram comigo. Minha vontade não levantar da cama às 04:30 triplica, oh céus.
Estou de saco cheio do trabalho, isso é fato. Mas tenho fé que aguento! Aguento sim!
Hoje de tarde, estudando com o namorado, tivemos um bom resultado sobre "como estamos" em português e matemática para o enem, vamos ver como vai ser realmente nesse final de semana. (yn) Assisti "corra lola corra" vi esse filme algumas vezes na locadora, mas nunca peguei pra alugar. E digo: filme bom demais. Confusissimo, cheio de cores (verde, vermelho, azul e amarelo) que não perdem a oportunidade de chamar atenção na cena, fotografia muito boa também. Estou tentando achar a trilha sonora também, 1hr e 20 minutos bem gastos.
Estou sem sono, mas tenho que ir dormir, jogando it girl, mesmo achando bem bestinha (viciando na quantidade de roupas lindas que tem no jogo), hehehe. Emily Jane White é a trilha sonora da vez. Boa noite.

Nota: o título do post é o nome da música que
estou ouvindo agora (título colocado por último).

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Corro demais

Hoje o papo do trabalho era política. "Quem você votou?" "Acho que foi merecido" "Não gostei do resultado" "Espero que vocês se fodam com essa escolha ai" "Estou muito feliz com o resultado" "Mulher não é capaz" "Cala a boca que mulher é capaz sim" "Você viu a história dela? Impressionante"
Enfim, essas eleições foram bem corridas! Quem eu queria que ganhasse, não ganhou. Quando decidi votar nulo, desisiti de última hora pra não dar brecha pro concorrente. Hehehehe, pois é.
Não sei muita coisa do política, esses 8 anos muito me agradou, porque no fim das contas estou aqui e estou bem. Agora é esperar o quem vem pela frente, não dá pra morrer de véspera, nem criar muitas expectativas pra não quebrar a cara no fim das contas. Mas eu realmente espero que tudo dê certo. :)
Ok, dia 1. Gente o ano está terminado, passou rápido demais (lembrando da teoria de noção de tempo, huuum, quem sabe um dia explico por aqui.)
E amanhã, dia de finados, dia do zombie walk e aniversário da minha avó Julia, se ela estivesse viva. Minha mãe me disse que era o pior dia do ano na casa, minha avó chorava o dia inteiro e se lamentava por ter nascido nesse dia. "Gente, é só um dia. Esse feriado é simbólico, podia ser qualquer dia"
Dia normal, dinheiro na conta, fones novos pro ipod, aulas e indignação no fim das contas. Não gosto quando me dizem uma coisa e depois mudam por "ser mais cômodo"
Tá, esse stress todo é porque vai me prejudicar e vai prejudicar meu queridão, mas e daí? Temos direitos também!!

Vashti Bunyan acalmando meus nervos.

domingo, 31 de outubro de 2010

Voltando?!

Tempo que não venho por aqui.
Poderia usar várias desculpas: "estou sem tempo pra nada" "trabalho" "estou estudando pra alcançar meus objetivos" "sem criativide" (...) Mas se fosse resumir em uma palavra: Tédio
Um grande dilema na minha vida é não saber expressar bem o que passa na minha cabeça, tudo roda, um quantidade absurda de palavras, frases, textos fluem e penso "vou passar isso pro papel já" é só pegar o papel que dá pane e não sai nada, então resolvi deixar do jeito que está mesmo. Simples, prático e sem sal.
Não estou sabendo dividir meu tempo ultimamente, só tenho vontade de dormir e nunca termino o que começo. Devo ter uns 5 (ou mais) livros lidos pela metade, com a "esperança" de um dia eu termino. Fico enchendo minha cabeça com desculpas esfarradas que parecem até colar, mas só na hora.
Estou cansada do meu trabalho, já estive mais motiva e agora não quero desistir simplismente porque não quero ouvir um "você desiste rápido demais" não quero ser assim.
Hoje foi dia de eleição e votei por obrigação, talvez porque eu também não queria pagar a bagatela da multa, ehehehe.
E falta uma semana pro vestibular, estou confiante e espero que isso dure até o final da jornada. Não sei bem o que quero, mas vou descobrir com o tempo.
Mas o que eu queria mesmo, agora, era sair por ai sem destino, do lado da pessoa amada pra conhecer e desvendar o novo, o diferente. Quem sabe um dia :)

Estou pensando em voltar por aqui.
Estou zerada em tudo, sem poesias novas, sem idéias.
Como se isso importasse, é só querer.

Ao som de City and Colour pra terminar o post, até mais.

sábado, 9 de outubro de 2010

Parabéns ♥


Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos. Não contaram pra nós que amor não é acionado, nem chega com hora marcada. Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade. Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo. Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável. Fizeram a gente acreditar numa fórmula chamada "dois em um": duas pessoas pensando igual, agindo igual, que era isso que funcionava. Não nos contaram que isso tem nome: anulação. Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável. Fizeram a gente acreditar que casamento é obrigatório e que desejos fora de hora devem ser reprimidos. Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que transam pouco são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto. Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto. Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade. Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas. Ah, também não contaram que ninguém vai contar isso tudo pra gente. Cada um vai ter que descobrir sozinho. E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém.

John Lennon

terça-feira, 27 de julho de 2010

Clube da esquina

Noite chegou outra vez, de novo na esquina
Os homens estão todos, se acham imortais
Dividem a noite, e lua e até solidão
Neste clube, a gente sozinha se vê pela última vez
À espera do dia, naquela calçada
Fugindo de outro lugar perto da noite estou
O rumo encontro nas pedras
Encontro de vez um grande país
Eu espero, espero do fundo da noite chegar
Mas agora eu quero tomar suas mãos
Vou buscá-la aonde for
Venha até a esquina

Você não conhece o futuro
Que eu tenho nas mãos
Agora as portas vão todas se fechar
No claro do dia, o novo encontrarei
E no curral D'el Rey
Janelas se abram ao negro do mundo lunar
Mas eu não me acho perdido
No fundo da noite partiu minha voz
Já é hora do corpo vencer a manhã
Outro dia já vem e a vida se cansa na esquina
Fugindo, fugindo pra outro lugar

Milton Nascimento

terça-feira, 6 de julho de 2010

Uma borboleta
esvoaça no ar tépido
da tarde.
Antes crisálidas
agora asas /pétalas
em movimento
abanando
O calor das pedras.
Cores e forma
num vai e vem
desenhando lantejoulas
na pele do vento

Julio Rodrigues

segunda-feira, 5 de julho de 2010

A desalambrar

Yo pregunto a los presentes
Si no se han puesto a pensar
Que esta tierra es de nosotros
Y no del que tenga mas

Yo pregunto si en la tierra
Nunca habrá pensado usted
Que si las manos son nuestras
Es nuestro lo que nos den

A desalambrar A desalambrar
Que la tierra es nuestra
Tuya y de aquel
De pedro y maria
De juan y jose

Si molesto con mi canto
Alguno que venga a oír
Le aseguro que es un gringo
O un dueño de este país

Victor Jara

domingo, 4 de julho de 2010

Tanto mar

Sei que está em festa, pá
Fico contente
E enquanto estou ausente
Guarda um cravo para mim
Eu queria estar na festa, pá
Com a tua gente
E colher pessoalmente
Uma flor no teu jardim

Sei que há léguas a nos separar
Tanto mar, tanto mar
Sei, também, que é preciso, pá
Navegar, navegar
Lá faz primavera, pá
Cá estou doente
Manda urgentemente
Algum cheirinho de alecrim

Foi bonita a festa, pá
Fiquei contente
Ainda guardo renitente
Um velho cravo para mim
Já murcharam tua festa, pá
Mas certamente
Esqueceram uma semente
Nalgum canto de jardim

Sei que há léguas a nos separar
Tanto mar, tanto mar
Sei, também, quanto é preciso, pá
Navegar, navegar
Canta primavera, pá
Cá estou carente
Manda novamente
Algum cheirinho de alecrim

Chico Buarque
Post para o dia 02/07/10 (já que não pude postar no dia)



Pois é, 3 meses ou o mesmo tempo de duração de uma estação do ano, ou como cada um queira chamar. É tão feliz olhar assim pra tudo e pensar: que bom que está tudo bem.
Cada palavra, cada sorriso, cada lágrima, cada abraço, cada beijo, cada conversa... Olhar pra tras e dizermos: enfim, conseguimos.
E de nada me arrependo e de tudo me alegro. E fico aqui com cara de abestalhada e com um coração irradiante por estar exatamente no lugar onde eu quero estar.
E a vida está ai, pra nos mostrar mais, nos ensinar mais e é satisfatório saber que tanto que aprendi, tanto que ainda vou aprender, você estava e vai estar.

É muito amor, não tenho dúvida disso.

E esse textinho é pra você: meu amigo, meu companheiro, meu nerd, meu poeta, meu porto seguro, meu amor.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Meditação

Quem acreditou
No amor, no sorriso, na flor
Entao sonhou, sonhou...
E perdeu a paz
O amor, o sorriso e a flor
Se transformam depressa demais

Quem, no coraçao
Abrigou a tristeza de ver tudo isto se perder
E, na solidao
Procurou um caminho e seguiu,
Já descrente de um dia feliz

Quem chorou, chorou
E tanto que seu pranto já secou
Quem depois voltou
Ao amor, ao sorriso e à flor
Então tudo encontrou
E a própria dor
Revelou o caminho do amor
E a tristeza acabou

Antônio Carlos Jobim

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Oi Pai!

Hoje é seu aniversário, todo dia é especial, mas hoje é bem mais.

Já são 55 anos de vida, de alegrias, tristezas, perdas e vitórias. Quando acordei hoje senti um aperto imenso no peito, pensando no fato de que talvez você nem lembre mais desse dia, que nem sabia de dia é hoje, mas realmente isso não importa. Te dei um abraço e um beijo com todo o amor que pude acumular no momento, vai ver você sentiu toda a energia e acabou percebendo que hoje até que era um dia diferente.

Lembro de toda a minha "não conformação" com o que aconteceu, acontecia e está acontecendo. Mas cada dia que passa vejo como tudo na vida tem um propósito e assim, fico mais calma. Você escolheu o que queria e seguiu sem pensar direito nas consequências, e agora? Estamos aqui pra te ajudar e vamos permanecer no mesmo lugar pra qualquer coisa até o momento em que isso não seja mais necessário.

Toda essa convivência não foi fácil, mas mesmo assim foi muito boa e não abro mão de nada. Por mais que eu brigue, reclame, faça drama, eu reconheço todo o seu amor e sinto o mesmo por você. "Em tudo dai graças", eu sempre ouvi essa frase, e no final acabo fazendo isso mesmo. Sou agradecida, por tudo. Pelo amor, zelo, carinho e até as brigas (mas só aquelas que realmente deveriam ter existido, para que hoje eu fosse melhor que ontem).

Eu te desejo tudo de bom.




Post do dia 22/06/10, mas como estava sem internet, tou postanto hoje.

Talvez meu único post do mês.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Muito amor.

"a muito lhe devo estas palavras
palavras de amor, de sinceridade
um poema seu, pra você, sobre você
um verso em forma de rosa
uma rosa em forma de prosa
um sorriso doce e calmo
cabelos rebeldes
e uma sinfonia de olhares
Troca de caricias, de amares
um poema seu, totalmente teu
uma rima especial
pensando nesta tal de agonia
escutando o velho Sérgio
"Faixa Seis", mas tu não es.
Serenidade te descreve,
sinceridade sinonimo
amor gostoso, de sentir."


Poema feito recentemente, pelo nerd... Pra mim!

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Primeiro Haicai do meu bem.

Assassinato é
deixar o poema fluir
e aflorar prematuramente

Tiago
P.S. Dou maior apoio. ;D

Haicais de Alice ;D

apaixonada
apaixotudo
apaixoquase

____.

pensar letras
sentir palavras
a alma cheia de dedos

____.

olhar para o mar
não é o mesmo que velejar
mas dá pra viajar

_____.

graça de árvore
suas flores se foram
vôo das garças



assim que vi você
logo vi que ia dar coisa
coisa feita pra durar
batendo duro no peito
até eu acabar virando
alguma coisa
parecida com você

parecia ter saído
de alguma lembrança antiga
que eu nunca tinha vivido

alguma coisa perdida
que eu nunca tinha tido

alguma voz amiga
esquecida no meu ouvido

agora não tem mais jeito
carrego você no peito
poema na camiseta
com a tua assinatura

já nem sei se é você mesmo
ou se sou eu que virei
parte da tua leitura


Alice Ruiz

Para não dizer que não postei por aqui nesse mês.
O ano tá passando bem rápido, hehehe (pensando na teoria sobre o tempo...)
Estou feliz e cansada, mas estou feliz outra vez.

Acho que só.
PRECISO LER POESIA NOVA, de verdade.

domingo, 28 de março de 2010

Frágil – você tem tanta vontade de chorar, tanta vontade de ir embora. Para que o protejam, para que sintam falta. Tanta vontade de viajar para bem longe, romper todos os laços, sem deixar endereço. Um dia mandará um cartão-postal de algum lugar improvável. Bali, Madagascar, Sumatra. Escreverá: penso em você. Deve ser bonito, mesmo melancólico, alguém que se foi pensar em você num lugar improvável como esse. Você se comove com o que não acontece, você sente frio e medo. Parado atrás da vidraça, olhando a chuva que, aos poucos começa a passar.

Caio
travesseiro novo
primeiras confissões
a história do amigo

Alice Ruiz
Escuta, eu não quero contar-te o meu desejo
Quero apenas contar-te a minha ternura
Ah se em troca de tanta felicidade que me dás
Eu te pudesse repor
-Eu soubesse repor_
No coração despedaçado
As mais puras alegrias de tua infância!

Manuel Bandeira
Conformar-se é submeter-se e vencer é conformar-se, ser vencido. Por isso toda a vitória é uma grosseria. Os vencedores perdem sempre todas as qualidades de desalento com o presente que os levaram à luta que lhes deu a vitória. Ficam satisfeitos, e satisfeito só pode estar aquele que se conforma, que não tem a mentalidade do vencedor. Vence só quem nunca consegue.

Fernando Pessoa

quarta-feira, 10 de março de 2010

Sinto-me bem. Em meio a tanta turbulência, tanta coisa ruim, uma pequena luz lá no fim do túnel anda se aproximando... E ela trás coisas boas, estou me sentindo mais útil e vou poder finalmente colocar alguns dos meus projetos desse ano em prática.
Que no fim das contas tudo dê certo, estou torcendo por isso.

domingo, 7 de março de 2010

Ela o amava. Ele a amava também. E ainda, que essa coisa, o amor, fosse complicada demais para compreender e detalhar nas maneiras tortuosas como acontece, naquele momento em que acontecia dentro do sonho, era simples. Boa, fácil, assim era. Ela gostava de estar com ele, ele gostava de estar com ela. Isso era tudo.

Caio.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

AVC

Parece uma tempestade
De vidro estilhaçado
Forçado pelo mal
Pela doença alheia
Reze pela alma
Reze pela sanidade
Suas veias estão rompendo
Seu cérebro está morrendo
Beba um copo d’água
E tenha calma
Depois da tempestade, a calmaria
Suas veias estão gritando
Sua cabeça está doendo
Mas você é forte
De onde vem a força?
Vem de dentro!
Da vontade de viver
Mesmo que seja no passado esquecido
Suas veias vão calar, se acalmar
Sua vida relaxar
E deixar você deitar na rede
Da aposentadoria mais uma vez...

Por: Tiago Guillen



É incrivel como não estamos preparados para as novidades que a vida nos tras. E isso não é somente quando ela é ruim, até uma novidade boa as vezes assusta. E isso está bem claro em minha vida, na da minha familia e daquelas pessoas queridas que presenciaram tudo de bem perto. Certas coisas acontecem e vem como uma bomba e que faz maior estrago. E nós por não conseguirmos lidar com isso, agimos de forma egoísta e mesquinha. Nem sempre a vida se leva da forma que queremos e quando isso acontece, batemos o pé e deixamos de entender o porque. Sei que tudo tem um propósito, independente do que vem. Pode ser alegria, dor... O que tiver de ser será. E se o Senhor Destino quiser dá uma folga, ele vai acabar fazendo. "Em tudo dai graças" passei muito tempo ouvindo isso, e acho que está na hora de usar a frase. Se dependesse de nós, ninguém morreria, ninguém ficaria doente, não existiria dor, tristeza ou qualquer sentimento ruim. Mas felizmente não temos esse poder, imagina o caos que seria se tudo fosse muito bom, imagina o tédio... Tudo na vida que acontece vem para que aprendemos, e com todos os baques quem sabe até mais forte ficar e perceber que a vida é só uma e que nem dá pra desperdiçar. Se um dia tudo de acalmar, vamos olhar pra tras e dizer: conseguimos. "Quando uma pessoa tem alguem que quer proteger, então se torna verdadeiramente forte..."Pois é, Haku sabe das coisas.



E eu agradeço muito aqueles que estavam e continuam do meu lado, me ajudando nesse momento dificil. E você nerd, é um desses. E eu te amo muito.
Obrigada por tudo, você é uma pessoa maravilhosa.
E esse post vai pra você, como forma de gratidão. Minha e de minha familia.
É bom quando tem alguém que acredita.

Rubi

Eu estou agora em outro tempo, outro lugar, longe de mim.

E as vezes o que eu mais quero é esquecer, somente.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Quanto tempo que não venho por aqui.
Minha vida anda um caos, sinto como se estivesse me afogando e cada vez me afastando mais da praia. É como se tivessem pegado tudo o que sou e balançado até me deixar bem tonta a ponto de não saber o que fazer, pra onde ir... É muita confusão!
Sem falar na tristeza que sinto por mim e por outros, e por isso tenho medo, muito medo. Acho tudo isso muito chato e cansativo, por mais que odeie lamentar, parece que é somente isso que ando fazendo.
Cansei de chorar e achar que nada dá certo pra mim.
Quero ver se consigo pelo menos tentar dá um rumo na minha vida mediocre, tá na hora de por os pés e não. Já percebi que nem tudo são flores, mas ainda tenho muito o que aprender.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

"A vida era muito dura. Não chegávamos a passar fome ou frio ou nenhuma dessas coisas. Mas era dura porque era sem cor, sem ritmo e também sem forma. Os dias passavam, passavam e passavam, alcançavam as semanas, dobravam as quinzenas, atingiam os meses, acumulavam-se em anos, amontoavam-se em décadas — e nada acontecia. Eu tinha a impressão de viver dentro de uma enorme e vazia bola de gás, em constante rotação."
Caio Fernando.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Quero encontrar um amor
Daqueles que não batem na porta pra entrar
Aquele que não hesita
Em espantar a visita que me visitar

Seja um cordeiro e seja um leão
Um bicho do mato e de estimação
E pode ser que me queira
ou me faça dormir na esteira estendida no chão

Quero encontrar um amor misto de samba leve com heavy metal
Que ponha as unhas de fora mas no "H" da hora me venha total
Que tenha um ar diferente do meu
que seja um canal aberto pro céu
E sempre na geladeira um vinho de primeira roubado da adega de Deus
Roubado... uououooo

Quero encontrar um amor
Que só tenha motivos para me evitar
Algo de samba-de-breque um jeitão de moleque, trajes de escolar
Um CDF e um fora da lei
Ah, onde encontro este amor eu não sei
É num barzinho lá em cima ou na próxima esquina
Eu só sei que eu encontro meu bem

Sérgio Sampaio

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Resoluções!

Resoluções para 2010!

1. Onde você estava quando 2010 começou?
Estava na praia com minha mãe, irmã e tio.

2. O que você fez em 2009 que você nunca tinha feito antes?
Hahaha, não lembro!

3. Você manteve suas resoluções de fim de ano e fará novas para 2010?
Algumas sim, e concerteza vou fazer umas novas!

4. Você foi a algum show em 2009?
Fui em alguns, a maioria bons, alguns inesquecíveis (Beeeirut!!)

5. Você procurará um novo emprego em 2010?
Pretendo, pelo menos um estágio.

6. Você bebeu muito em 2009?
Hahaha, não! Só na moderação!

7. Você viajou nas férias? Para onde?
Viajei nada =/

8. Qual foi sua maior conquista em 2009?
Acho que não tive.

9. Se você pudesse voltar no tempo, para qualquer momento de 2009, e mudar alguma coisa, o que seria?
Melhor não deixar o mundo saber!

10. Você ficou doente ou ferido?
Fiquei sim!

11. Qual foi a melhor coisa que você comprou?
Hm, não sei.

12. Quais são as pessoas cujo comportamento mereceu aplausos?
Meu grupinho de nerds!

13. E quais são as pessoas cujo comportamento você reprovou?
É melhor não dizer o nome, off.

14. Onde você investiu a maior parte do seu dinheiro?
Cinema, comida, presentes, livros

15. O que te deixou muito, muito, muito feliz?
Não teve nada que me deixou muito muito feliz.

16. Qual música sempre vai te lembrar de 2009?
Qualquer uma do Sampaio!

17. Comparando este momento com o que você viveu exatamente um ano atrás, você está mais feliz ou mais triste?
Estou triste, muito triste.

18. O que você queria ter feito mais?
Dormido

19. O que você gostaria de ter feito menos?
Chorado

20. Como você passou seu Natal?
Em casa com a familia!

21. Quem foi a pessoa de quem você mais sentiu falta este ano?
Hm...

22. Você se apaixonou em 2009?
Hahaha, vivo apaixonada!

23. Qual foi a maior mudança para você em 2009?
Não sei dizer...

24. Quais foram os seus programas de TV favoritos?
Mal vejo tv.

25. Você odeia alguém agora que você não odiava há um ano?
Tem pessoas que ainda não gosto sim.

26. Qual foi o melhor livro que você leu?
Em 2009, acho que Neil Gaiman marcou.

27. Qual foi a melhor descoberta musical?
MUITAS!

28. O que você queria e conseguiu?
Estudar mais!

29. O que você queria e não conseguiu?
Quem me dera.

30. Qual foi o seu filme favorito em 2009?
Teve muitos, não vou especificar um. Foi um ano bom, falando cinematograficamente

31. O que você fez no seu aniversário (e quantos anos você tem)?
Tenho 19, comemorei com os pais e jantei com uns amigos.

32. Que coisa teria tornado seu ano imensuravelmente melhor?
Menos stress, menos dor.

33. Como você descreveria seu conceito pessoal de moda e estilo em 2009?
Muito chinelo!

34. O que manteve sua sanidade?
Amigos, música e ler.

35. Qual celebridade/figura pública que mais te fascinou?
John Cusack sempre me fascina!

36. Escolha o trecho de uma canção que melhor resume seu ano de 2009.
As pessoas são uns lindos problemas, do Sérgio Sampaio

37. Do que você sente falta?
De um convivio mais agradável em casa.

38. Quem foi a melhor pessoa que você conheceu em 2009?
Bruno César ;*

39. Conte uma lição de vida importante que você aprendeu em 2009.
Sei que sempre posso dar um pouco mais de mim, mesmo se a barra está muito pesada.

40. Quais são os seus planos para 2010?
Quero engordar, doar sangue, fazer minha faculdade em paz, inglês, flauta, e tudo mais que eu puder fazer!

______.

Roubei do blog da Thais, adoro responder essas coisinhas! ;*

sábado, 23 de janeiro de 2010

Tristeza é quando chove
quando está calor demais
quando o corpo dói
e os olhos pesam
tristeza é quando se dorme pouco
quando a voz sai fraca
quando as palavras cessam
e o corpo desobedece
tristeza é quando não se acha graça
quando não se sente fome
quando qualquer bobagem
nos faz chorar
tristeza é quando parece
que não vai acabar

Martha Medeiros

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Estou triste amor, mas lembre-se de mim com alegria.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Me deixa louco por saber que não estou
onde há pouco eu reinava, como num salão,
beijava-te a mão
e éramos dois a rodar, e rodar, e rodar

Ludov

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Tente! (Tente!)
E não diga
Que a vitória está perdida
Se é de batalhas
Que se vive a vida
Han!
Tente outra vez!..

Raul

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010


na esquina da rua
um piano que toca
notas esparsas
em lá menor

nunca vi
o rosto de quem
se esconde por trás
de acordes sustenidos

e que desfila dedos no teclado
com a leveza de quem
sustenta passarinhos
no ar

Alice Sant'anna

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Ana C.

a poesia,
se persiste,
quando cisma,
(instinto?)
é um passo
na direção
do abismo,
(infinito?)
ou então são
dois passos
e um colapso
(suicídio?)
nos casos
de poesia
mais rara,
(primitiva?)
ou então coice,
patada de pena.
porque as asas
(comprimidos?)
estão na cabeça
e não nas pedras
portuguesas.

Leonardo Marona

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Dez

Estou falando de dias ensolarados,
estou falando de dias escuros, quer dizer,
estou falando de flores, sim, de lombadas
de livros, portanto de douraduras, isso quer
dizer, de crianças brincando e nadando na água
da inundação, de queimar as cartas do escritor famoso,
da fumaça subindo e deixando aquela mancha
no teto, eu não estou falando das colinas de Berkeley
mas dos entregadores de pizza porto-riquenhos de
Berkeley, dos entregadores de pizza húngaros de
Santiago, dir-se-iam livros que não se abrem, de
portas que não se abrem, de sonhos que não,
de um pesadelo recorrente, de uma resina,
um cavalo correndo, não são livros de areia.

Carlito Azevedo

Quatro

Por isso esse poema não começa com um menino,
com um menino cantor sobre uma barca,
com uma barca cortando a água e o nevoeiro,
com um nevoeiro adensado por árias do folclore polonês
e refrões militares prussianos na voz de uma menino cantor.

Carlito Azevedo

Um

Nem procurar, nem achar: só perder.
Como o tremulante cachecol florido de Andi
a flutuar no céu por alguns segundos
antes de desaparecer completamente na
noite escura da Marina da Glória, onde,
por causa da névoa, os barcos ancorados,
com nomes como Estrela-Guia e Celacanto,
também pareciam querer fugir de si mesmos.

Carlito Azevedo

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Ah!

Ah se pelo menos o pensamento não sangrasse!
Ah se pelo menos o coração não tivesse
[memória!
Como seria menos linda e mais suave
minha história!

Cacaso

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Carpe diem

"Vamos brinca de CARPE DIEM", eu dizia.
"Lembra do arcadismo, das poesias arcádicas que exaltavam
a vida no campo. E do movimento carpe diem , que pregava
que os homens deveriam aproveitar cada dia como se fosse o
único e ser feliz agora?". E foi isso que fizemos.

Quando?

Eu realmente não entendo, tento, tento e não consigo. Não vejo a hora de você melhorar e lembrar ao menos que você não era uma pessoa tão ruim comigo. Estou cansada do desprezo, dos xingamentos, dos empurrões sem necessidade, estou cansada de sofrer por isso. Sei que não é total culpa sua, por isso espero ansiosamente que você fique bom, pois não sei o quanto aguento mais. Quero que percebas que estou preocupada com você, que estou cuidando de você e que gosto muito de você!
Preciso sumir por uns tempos.

domingo, 3 de janeiro de 2010

Pra te lembrar

"Que é que eu vou fazer pra te esquecer?
Sempre que já nem me lembro, lembras pra mim
Cada sonho teu me abraça ao acordar
Como um anjo lindo
Mais leve que o ar
Tão doce de olhar
Que nenhum adeus pode apagar...

Que é que eu vou fazer pra te deixar?
Sempre que eu apresso o passo, passas por mim
E um silêncio teu me pede pra voltar
Ao te ver seguindo
Mais leve que o ar
Tão doce de olhar
Que nenhum adeus pode apagar

Que é que eu vou fazer pra te lembrar?
Como tantos que eu conheço e esqueço de amar
Em que espelho teu, sou eu que vou estar?
A te ver sorrindo
Mais leve que o ar
Tão doce de olhar
Que nenhum adeus vai apagar..."

Nei Lisboa

E vou levando...

Hoje mais cedo me perguntaram sobre o amor. E logo em seguida, me perguntaram de você.
Pensei, pensei e logo as respostas vinheram: sorrisos timidos, desconversas e um desejo imenso de declarar ao mundo todo esse sentimento avassalador, mas não o fiz. Pois é, mais uma vez amo. Por um tempo não me permiti, talvez medo, não, concerteza era medo... Medo do abandono, do esquecimento, até medo de sofrer. Mas no fim vemos que não dá pra jogar com o coração, quando gostamos, é assim e ponto final. Então resolvi arriscar, sei que há tempos não sentes o mesmo por mim, mas acho que o que sinto já cabe pra nós dois. Te quero bem, por isso fico na espera. Há algum tempo me perguntastes o que realmente sentia, e eu enrolamente fui dizendo, mas fomos "interrompidos" e o assunto não voltou a ser comentado. Mas o que na verdade eu queria ter falado sem rodeios, é que mais uma vez te amo, que quero estar ao seu lado, que você é a pessoa que tanto me faz bem e que eu não sei mais o que fazer. Quero um sorriso, um beijo, um abraço, um cafuné, um aperto, qualquer coisa que me esquente. Estou triste e parece que no fim só você que consegue aliviar um pouco esta dor.

sábado, 2 de janeiro de 2010

Dialética

É claro que a vida é boa
E a alegria, a única indizível emoção
É claro que te acho linda
Em ti bendigo o amor das coisas simples
É claro que te amo
E tenho tudo para ser feliz

Mas acontece que eu sou triste...


Vinicius de Moraes

Vai saber...

Assistindo agora ao jornal, pude observar a quantidade absurda de tragédias que já aconteceram do dia um até hoje (do jeito que falei, até parece muito, mas infelizmente não é! UM DIA! Um mísero dia e tudo isso.) Pais que matam seus filhos, crianças assassinadas por vingança, enchentes que levam casa e deixam familias desamparadas, cidades em que não há energia e abastecimento de água, pessoas que estão internadas por usar indevidamente fogos de artificio, uma comemoração sem final feliz... Penso, se o ano já começou assim, o que nos espera os outros meses? Será pior? Ou será que deveriamos ter um pouco de fé e esperar que as coisas melhorem um pouco?
Não quero desanimar, mas pelo visto, não vai ser um ano tão fácil.

Deixa ser, como será.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

2010

Pois é, chegamos a 2010. E o que nos aguarda? Ninguém imagina, é esperar pacientemente o que o destino anda nos preparando. Primeiro dia do ano, você já colocou em um papel suas metas para esse novo ano? O que você pretende fazer? Arranjar um emprego? Jogar tudo pro alto? Aprender algo novo? Conhecer pessoas? Largar um vício? Quantos livros ler? O que ouvir? Que filmes assistir? Falar pra alguém o que sente? Enfim, tantas coisas que podemos fazer. Eu tenho a minha listinha já, espero poder passar a caneta em todos ou em quase todos os pontos, acumular vontades não é bom. Cada dia que deixamos algo para átras perdemos, e que possivelmente nunca vamos conseguir voltar. Quero sentir mais, amar mais, sorrir mais, viver mais, falar mais e fazer aquilo que sentir vontade. Vamos lá! É levantar da cadeira e ir! Ficar parado esperando também não vai ajudar muito...