domingo, 31 de outubro de 2010

Voltando?!

Tempo que não venho por aqui.
Poderia usar várias desculpas: "estou sem tempo pra nada" "trabalho" "estou estudando pra alcançar meus objetivos" "sem criativide" (...) Mas se fosse resumir em uma palavra: Tédio
Um grande dilema na minha vida é não saber expressar bem o que passa na minha cabeça, tudo roda, um quantidade absurda de palavras, frases, textos fluem e penso "vou passar isso pro papel já" é só pegar o papel que dá pane e não sai nada, então resolvi deixar do jeito que está mesmo. Simples, prático e sem sal.
Não estou sabendo dividir meu tempo ultimamente, só tenho vontade de dormir e nunca termino o que começo. Devo ter uns 5 (ou mais) livros lidos pela metade, com a "esperança" de um dia eu termino. Fico enchendo minha cabeça com desculpas esfarradas que parecem até colar, mas só na hora.
Estou cansada do meu trabalho, já estive mais motiva e agora não quero desistir simplismente porque não quero ouvir um "você desiste rápido demais" não quero ser assim.
Hoje foi dia de eleição e votei por obrigação, talvez porque eu também não queria pagar a bagatela da multa, ehehehe.
E falta uma semana pro vestibular, estou confiante e espero que isso dure até o final da jornada. Não sei bem o que quero, mas vou descobrir com o tempo.
Mas o que eu queria mesmo, agora, era sair por ai sem destino, do lado da pessoa amada pra conhecer e desvendar o novo, o diferente. Quem sabe um dia :)

Estou pensando em voltar por aqui.
Estou zerada em tudo, sem poesias novas, sem idéias.
Como se isso importasse, é só querer.

Ao som de City and Colour pra terminar o post, até mais.

sábado, 9 de outubro de 2010

Parabéns ♥


Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos. Não contaram pra nós que amor não é acionado, nem chega com hora marcada. Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade. Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo. Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável. Fizeram a gente acreditar numa fórmula chamada "dois em um": duas pessoas pensando igual, agindo igual, que era isso que funcionava. Não nos contaram que isso tem nome: anulação. Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável. Fizeram a gente acreditar que casamento é obrigatório e que desejos fora de hora devem ser reprimidos. Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que transam pouco são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto. Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto. Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade. Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas. Ah, também não contaram que ninguém vai contar isso tudo pra gente. Cada um vai ter que descobrir sozinho. E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém.

John Lennon