domingo, 6 de setembro de 2009

Sobre aqueles textos e flores

Quando falo que és tão frágil quanto uma rosa
Dezenas de versos poderiam sair
E em brumas terminar
Quando menciono o seu perfume doce de jasmim
Meus poemas perdem a rima
Posso escrever sobre orquídeas, margaridas e papoulas
Cor e sabor
Os jardins são os livros mais fáceis de ler
Hoje sorri a mãe natureza
Para amanhã sorrir a jovem gazela

Tiago Guillen (nerd :*) ~ clique AQUI e visite o seu blog.

2 comentários:

  1. Lindo poema =Pp
    A natureza é uma grande inspiradora
    para lindos poemas =)
    parabéns :*

    ResponderExcluir