sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Vai passar
Esse meu mal estar
Esse nó na garganta
Deixe estar...
O próprio tempo dirá
Água demais mata a planta

Tudo que é muito, é demais
Peço: me perdoe a redundância
Entrelinhas só quero lembrar
Que a terra fértil um dia se cansa
É uma questão de esperar
Relógio que atrasa não adianta
E o remédio que cura
Também pode matar
Como água demais mata a planta

Aluísio Machado.

Um comentário:

  1. que lindoo
    é tudo que e de mais faz mal
    menos para o amor e carinho
    =)

    ResponderExcluir